sábado, 9 de junho de 2012

Lendas urbanas Evangélicas: Moleque vem de Moloque?






Hoje neste texto, eu quero falar sobre um assunto que escuto com certa frequência, e que me causa chateação, as " Lendas urbanas evangélicas" que são informações que se passa de boca em boca de maneira equivocada e que acaba sendo vista como uma informação verdadeira.
E hoje vou falar da falsa informação sobre a palavra portuguesa moleque, e sua etimologia que dizem ter vindo da palavra Hebraica  (מֹלֶךְ)  Molech também chamada de Moloch que é uma transliteração grega (Μολοχ )e que foi traduzida nas bíblias modernas por Moloque.
Primeiro precisamos lembrar que a transliteração correta desta palavra encontrada por exemplo em Levítico 18:21 não é Moloque mas sim Molech com som de RR no final e que o significado desta palavra Hebraica é nada mais e nada menos que Rei.
As traduções bíblias mais antigas em língua portuguesa como as de João ferreira de Almeida e Antonio Pereira de Figueiredo possuem a transliteração grega, como pode ser visto na imagem ilustrativa deste texto, portanto a terminação “que” é uma mudança do idioma português moderno, e não condiz com nenhuma versão antiga.
Para compreendermos a origem de uma palavra, precisamos procurar em dicionários etimológicos, pois estes nos dão uma informação coerente de como determinado termo surgiu e como foi aplicado durante a historia.
A palavra portuguesa  Moleque vem da palavra mu’leke no idioma Quimbundo que é uma das línguas bantus mais faladas em Angola, e seu significado é “filho pequeno”, entretanto adquiriu uma conotação pejorativa em nosso idioma, por consequência da exuberância dos filhos dos escravos em nosso país e do preconceito gerado por aqueles que não queriam que seus filhos fossem chamados com o mesmo termo que designava os Negrinhos, filhos de escravos.
Mais tarde esta terminologia passou a ser uma designação comum a vários indivíduos, até chegar aos dias modernos e designar em sua grande maioria crianças peraltas,  travessas e sapecas, ou adultos sem muita responsabilidade, cujas atitudes se assemelham as de uma criança.
Portanto não existe uma relação direta e nem indireta com o nome da divindade dos amonitas no período bíblico e a palavra de origem africana, a não ser uma aparente semelhança alfabética, bastante comum em nosso idioma.
Quero terminar este texto dizendo apenas que devemos nos aprofundar e estudar mais, antes de simplesmente repetir uma informação lida muitas vezes em um site da internet, ou falado por um líder religioso.
Estude,  se informe mais e tenha responsabilidade em transmitir informações coerentes e não apenas transmitir achismos ou falácias.


Eduardo e. da silva

25 comentários:

  1. Esse é o grande problema das pessoas. A maioria recebe uma notícia e sai compartilhando e pregando, sem nem mesmo verificar sua veracidade. Mesmo com tanta facilidade de pesquisa e busca de conhecimento, as pessoas deixam de lado por pura e simples conveniência. Triste. Mas é bom saber que ainda existem pessoas que, assim como você, se interessam pelo "real" e não pelo "compartilhado".

    ResponderExcluir
  2. Shalom Eduardo que a face do Eterno seja contigo e lhe dê a paz. Eu conferi cada palavra (Etimologia da palavra) e a Bíblia Almeida de 1681 e verdadeiramente isso procede e atesto. Que o D'us Eterno continue lhe iluminando com o dom da pesquisa e busca pela verdade por detrás dos mitos urbanos.

    ResponderExcluir
  3. Há controvérsias etimológicas sim....
    favor entrar no endereço http://pt.wiktionary.org/wiki/moleque
    e verificar.

    ResponderExcluir
  4. Por isso eu não engulo qualquer coisa sem examinar tudo bem minuciosamente! Muito crente tá cheio de mitos e misticismos...

    ResponderExcluir
  5. Tem que examinar tudo mesmo, mas quase todas as publicacoes desses estudiosos nao tem informacoes importantes sobre quem publica como: Formacao da pessoa, a origem ou situacao atual, 'a qual igreja ou instituicao biblica pertence ou preside, se e' pastor, bispo, etc. Quem discorre sobre assuntos como esses tem que mostrar a cara. Mas achei valida a publicacao.

    ResponderExcluir
  6. Como podemos saber se nao 'e um post copiado e colado de outro lugar e a pessoa quis levar os creditos pelo texto? Quem e' voce, Eduardo? Repito, achei valida a publicacao.

    ResponderExcluir
  7. Procure no dicionário HOUAISS da língua portuguesa e verá que um dos significados para moleque é: Diabo, Satanás. Agora pergunto, você acha que é um termo adequado para chamar uma criança?

    ResponderExcluir
  8. Curti. Sempre fiquei pensando sobre isso.

    ResponderExcluir
  9. bom, no meu ponto de vista quando vc diz q não há uma ligação direta nem indireta sobre o termo ( moleque ) do nosso português, eu diria q pelo menos indireta há; pois não acredito q seja mera obra do acaso vir parar em nosso idioma um ``dialeto`` q soa pelo menos parecido com a divindade pagã que recebia tais oferendas. No entanto a bíblia deixa claro p/ não entrarmos em questões loucas e genealogias sem fim, gostei muito da informação exposta; porem é justo perdermos tempo ainda que um ache certo e o outro errado chamar um garoto de MOLEQUE, quando o foco de nossas pregações teriam q ser SALVAÇÃO, em prol as vidas q estão sendo levadas a rodo p/ o inferno????????

    ResponderExcluir
  10. Eu só tenho uma dúvida: você pesquisou a etimologia de muleke no idioma original ( quimbunda )? Porque sua pesquisa pára apenas na etimologia da palavra portuguesa moleque ...

    ResponderExcluir
  11. Parabéns Eduardo.
    Recomendo um texto de um pesquisador da USP da área de linguística, já que alguns comentários aqui postados colocam em dúvida o que você escreveu. As vezes acho que "a ignorância é uma bênção. "

    http://revistalingua.uol.com.br/textos/79/a-fogueira-medieval-do-seculo-21-259353-1.asp

    ResponderExcluir
  12. Moleque significa Caboclo D'agua, atentem-se no que dizem! Deus esteja convosco para lhes dar sabedoria em suas pronuncias, paz!

    ResponderExcluir
  13. Cara eu sei dessa história aí, mas recentemente me disseram que muleke também era uma divindade na África parecida com Moloch também, na verdade pelo que me contaram isso foi mais um caso de exportação de deuses assim como Aconteceu com Cibele em Roma. E que Moleque usado pelos africanos eram usados para crianças travessas aqui, supostamente de uma lenda que dizia que Moloch usava os corpos das crianças transformando-os em rebeldes. Eu vi isso e me fez algum sentido, até me perguntei se Monteiro Lobato não teria usado isso pra fazer o conto do Saci , que era um espirito travesso.
    Eu não sei, tem muita coisa aí, mas o mais próximo que eu vi disso foi de um Deus africano Chamado de Muluku de moçambique, que parece muito com o Deus Jeová, não sei se Muluku e Moloch tinham alguma coisa haver, na verdade nem parece, porque na lenda de Muluku, os humanos eram macacos onde Muluku os ensinou a usar ferramentas, posteriormente transformando-os em humanos.
    "Que o macaco se torne homem, e assim, homem se fez"

    De novo, pode ter alguma coisa haver mesmo Moleque com Moloch, era comum religiões usarem deuses de outros povos, aconteceu com Ishtar, cibele, Reia, Gaia, Artemis, eu nunca descobri porque material sobre mitologia africana que eu achei foram bem ruins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola Carlos Henrique Morais,faz todo sentido o q vc disse,no meu dicionario esta dizendo q Moleque significa negrinho mudo q nao tem gravidade

      Excluir
  14. Olá eu sou meio leigo em relação a esse nome. Mas eu tenho um ponto de vista bem claro. Se eu chamar meu filho de moleque o q vale é a minha intenção, pq pra mim moleque é travesso , e não vai mudar em nada a vida dele. Agora um exemplo se eu chamar ele de Jeová significa q ele é um filho de Deus? Moleque ou Jeová o q vale é a sua intenção e onde o seu dicionário português quer chegar. E não um dicionário de outra língua. Eu moro no Brasil se aplica a linguagem de onde eu moro.

    ResponderExcluir
  15. A esqueci da colocar meu nome. Daniel

    ResponderExcluir
  16. AMIGO AS AS ESCRITURA FEITA PELOS HOME SÃO MANIPULADAS PELO HOME.JÁ A ESCRITO QUE VEM DO DA QUE FOI ESCRITA POR DEUS NO CASA A BÍBLIA HOJE NA PREGAÇÃO MEU PARA COMENTOU SOFRE ESTE ASSUNTO E POR ISSO FUI PESQUISA.A PARTI DE HOJE NUNCA MAIS CHAMAREI UM FILHO OU OUTRA CRIANÇA DE MULEQUE .

    ResponderExcluir
  17. Moleque é chamado às crianças que estao ja ofertadas à moloque, e nao que moloque é moleque, as oferendas à ele se chamavam de moleque, e apos a oferenda seu rosto era de boi e quando recebia fica com a cara preta, e ai vem aquela musica de ninar boi da cara preta... pesquisei muito sobre isso...

    ResponderExcluir
  18. Me surpreende muito como tanta gente, pode ter tamanha preocupação quanto a usar ou não termo como esse (apesar de tudo que já foi dito aqui, alguns admiráveis, como o comentário de Eduardo e. da Silva), sem levar em conta que toda língua é dinâmica; ou seja senhores, os significados se alteram em todas as línguas e, ainda que o significado fosse o indesejado no contexto de dezenas de séculos passados, não se pode ignorar o que dá vida neste tempo à palavra e este sim é o que é de maior e significativo valor, em especial para aquele que está usando o termo. Muitos ficariam surpresos ao ver tantas outras palavras hoje usadas como santas e noutros tempos abomináveis. NENHUMA LÍNGUA É ESTÁTICA. Cristãos, vamos buscar mais discernimento e parar de criarmos tantas crendices e mitos evangélicos com tantos falsos rótulos de santidade.
    Obviamente que há muito mais a ser dito por quem é a favor e por quem é contra, todavia, não vejo motivos para crer que aquilo que sequer passou pelo coração, pelo entendimento do homem possa exercer qualquer força espiritual negativa, nem como Deus permitiria isso. Há muito mais a que se dar atenção, realmente espiritual que o enchimento da mente com religiosidades. Isto é um retrocesso. O inimigo não deve receber de nós tanta força, tanta autoridade, pois Deus não lhe dá, nós sim que nos enfraquecemos espiritualmente ao alimentarmos tais receios.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  19. Tem aquela também que contam sobre o diabetes. Já tentaram me convencer que a doença do pancreas, conhecida como Diabetes, é mesmo do diabo, e significa pequenos diabos. Na verdade a logica exixte porém há um erro de portugues, pois diabetes é uma coisa, e pequenos diabinhos, a lingua portuguesa chama de "diabretes", e não diabetes.

    ResponderExcluir
  20. Uma coisa eu sei, é q a pronuncia é a mesma!! e td vez q vc fl essa palavra, vc ta falando o nome dele, vc ta chamando seu filho de moloque, querendo ou ñ, vc pode dizer oq quiser, mas q ta chamando ta!

    ResponderExcluir
  21. Melech é Rei e não Molech, como foi dito no texto.

    ResponderExcluir